Psicologia do bem

Para mim, a principal função da psicologia é ajudar as pessoas a viverem melhor. E cada vez mais buscamos formas de viver bem.

Tivemos um avanço tecnológico e científico assombroso desde o último século. Mas, aparentemente, toda essa evolução não fez com que as pessoas fossem mais felizes. Ao contrário: os níveis de problemas como ansiedade, depressão e estresse são cada vez maiores. Isso sem falar nos desequilíbrios mais graves, que envolvem o risco de suicídio ou o abuso de substâncias. Parece que o mundo está cada vez menos saudável para nós, seres humanos, e não temos achado saídas.

Nos últimos anos, muitos pesquisadores no campo da psicologia e das neurociências têm prestado mais atencão nas reações que temos ao modo de vida moderno e naquilo que nos deixa bem, ou seja, na felicidade. Estamos partindo para uma psicologia que encara o ser humano de uma forma mais positiva, não tendo como foco suas falhas, faltas e deficiências, mas seus valores e seu potencial.

Um desses exemplos é a Terapia de Aceitação e Compromisso, uma evolução da já consagrada Terapia Cognitivo-Comportamental. A Terapia de Aceitação e Compromisso (chamada também de ACT) se baseia nos valores de cada pessoa e parte desse princípio para ajudá-la a viver melhor, da forma como se escolhe viver. É a psicologia baseada nos valores individuais e a serviço de um bem estar genuíno.

Mesmo no mundo exigente, acelerado e caótico de hoje, é possível ter uma vida boa. Espero que este espaço ajude você a descobrir isso.

Deixe uma resposta