Mindfulness (atenção plena)

Bindaas Madhavi
Bindaas Madhavi

Você já reparou como vivemos constantemente com uma narrativa interna? Estamos o tempo todo analisando o mundo conforme as coisas acontecem, remoendo o passado, projetando o que vai acontecer no futuro. É como se tivéssemos uma voz interna que nos disesse que isso é bom, aquilo é ruim, que nos devemos fazer a ou b.

Além disso, temos uma grande dificuldade em simplesmente estar no momento presente. Se estamos trabalhando, pensamos na hora de ir para casa; se estamos em casa, nos preocupamos com o trabalho do dia seguinte. Nos fins de semana, tememos as segundas-feiras; nas segundas-feiras, sonhamos com o fim de semana. Quando estamos num bom momento, sofremos ao pensar que ele terminará; se estamos num momento ruim, sofremos ao querer que ele termine.

Esses problemas não são novos: a ansiedade e as preocupações são características da natureza humana, de modo que as formas de combatê-las são apresentadas a milênios por filósofos e mestres espirituais — ou os psicólogos do passado. Uma dessas formas é o desenvolvimento de mindfulness. Mindfulness é uma palavra de origem inglesa que refere-se a estar alerta, presente e consciente e que, por sua vez, traduz um conceito de atenção plena originado em filosofiais orientais como o budismo.

Mindfulness é definido como estar atento ao momento presente, com aceitação. Ou seja, estar consciente do que ocorre tanto à sua volta como na sua mente — pensamentos, emoções, sensações — sem desejar que as coisas fossem diferentes. Ou seja, eu aceito e contemplo aquele momento, aquela situação, sem alimentar pensamentos de que eu gostaria de estar em outro lugar, com outra pessoa ou que algo diferente estivesse acontecendo.

Embora seja simples de explicar, desenvolver mindfulness é um treino para toda uma vida. Não é à toa que monges passam anos meditanto horas por dia buscando treinar o foco no momento presente.

Uma boa forma de começar é prestar atenção nos seus pensamentos, a qualquer momento. Veja se você consegue estar presente nas situações, se você está pensando em algo que está por vir ou remoendo os fatos do passado. Não se preocupe em mudar nenhum pensamento: apenas olhe para ele, sempre que você se lembrar, e o classifique: passado, presente ou futuro. Você provavelmente se surpreenderá ao perceber quanto tempo sua cabeça está atrás ou à frente do momento presente. Perceber isso é um dos passos iniciais para uma vida melhor.

5 Comentários

Deixe uma resposta